As mentiras do Apocalipse Protestante! 

Refutando Judeus Essênios contra o Catolicismo.

Refutando Judeus Essênios contra o Catolicismo.

Meus irmãos, infelizmente uma comunidade dita judaica, aqui no Brasil, está tentando usar o livro sagrado do Apocalipse junto com algumas alucinações protestantes para caluniosamente atacar a Igreja Católica, única Igreja de Jesus Cristo.

O referido ataque, sob o título de “Incríveis confições Romanas”,  podemos vê-lo no endereço: http://www.judeusessenios.org.br/confissoesromanas.htm

Isso mais parece uma vã tentativa farisaica em destruir a Igreja Daquele que levaram à cruz e o viram ressuscitar triunfante tendo dito que as portas do inferno não prevalecerão contra Sua Igreja.

Observem como além de hipócritas são totalmente mentirosos, talvez seja por isso que Jesus, ou “YESHUA”, como eles gostam de falar, profetizou o fim daquela geração e sua dispersão para fora da terra prometida. Hoje, podemos ver no lugar do famoso templo de Salomão, uma mesquita mulçumana como alusão de que aqueles fariseus foram castigados por seus crimes e abominações contra seu próprio Deus, não sendo capazes de guardar o próprio templo.

Antes de começar as refutações, colocarei aqui algumas profecias de Jesus dadas contra esses que hoje fazem uso de conhecidas alucinações protestantes para atacar a Igreja.

Lucas 21

20. Quando virdes que Jerusalém foi sitiada por exércitos, então sabereis que está próxima a sua ruína.
21. Os que então se acharem na Judéia fujam para os montes; os que estiverem dentro da cidade retirem-se; os que estiverem nos campos não entrem na cidade.
22. Porque estes serão dias de castigo, para que se cumpra tudo o que está escrito.
23. Ai das mulheres que, naqueles dias, estiverem grávidas ou amamentando, pois haverá grande angústia na terra e grande ira contra o povo.
24. Cairão ao fio de espada e serão levados cativos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos pagãos, até se completarem os tempos das nações pagãs.

Lucas 19

41. Aproximando-se ainda mais, Jesus contemplou Jerusalém e chorou sobre ela, dizendo:
42. Oh
! Se também tu, ao menos neste dia que te é dado, conhecesses o que te pode trazer a paz!... Mas não, isso está oculto aos teus olhos.
43. Virão sobre ti dias em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras
, te sitiarão e te apertarão de todos os lados;

44. destruir-te-ão a ti e a teus filhos que estiverem dentro de ti, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não conheceste o tempo em que foste visitada.          

Observem a cronologia das profecias:

 

  • Quanto Jerusalém for sitiada por exércitos.
  • Serão dias de castigo.
  • Para se cumprir tudo o que foi escrito.
  • Jerusalém será pisada por pagãos e seu povo será levado cativo para todas as nações.
  • Seus inimigos a sitiarão por todos os lados.
  • Será destruída por não reconhecer que foi visitada pelo Messias.      

 

Para confirmar o cumprimento dessas profecias irei usar textos de um famoso Judeu chamado Flávio Josefo.

Relatos de Yosef ben Matityahu em seu livro (livro 5, capítulo 10, seção 5).

"Eu falarei portanto aberta e francamente aqui de uma vez por todas e brevemente: que nenhuma outra cidade sofreu tais misérias nem nenhuma era produziu uma geração mais frutífera em perversidade do que era esta, desde o começo do mundo"

Relatos de Yosef ben Matityahu em seu livro (livro 6, capítulo 9, seção 3).

"Ora, o número daqueles que foram levados cativos durante toda esta guerra foi verificado ser noventa e sete mil, como foi o número daqueles que pereceram durante todo o cerco onze centenas de milhares, a maior parte dos quais era na verdade da mesma nação, porém não pertencentes à própria cidade, pois tinham vindo de todo o país para a festa dos pães asmos e foram subitamente fechados por um exército."

Relatos de Yosef ben Matityahu em seu livro (livro 6, capitulo 31). 

"Se quisermos considerar tudo o que acabo de dizer, veremos que os

homens perecem somente por própria culpa, pois não há meios de que Deus

não se sirva para procurar-lhes a salvação e manifestar-lhes por diversos sinais

o que eles devem fazer. Assim, os judeus, depois da tomada da fortaleza

Antônia, reduziram o Templo a um quadrado embora não pudessem ignorar o

que está escrito nos livros sagrados, que a cidade e o Templo seriam destruídos

quando aquilo viesse a acontecer. Mas o que os levou principalmente a encetar

aquela infeliz guerra, foi a ambigüidade de outra passagem da mesma

Escritura, que dizia que se veria naquele tempo, um homem de seu país,

governar toda a terra. Eles o interpretavam em seu favor e vários até mesmo

dos mais hábeis enganaram-se. Pois aquele oráculo dizia que Vespasiano,

então, fora criado imperador, quando estava na Judéia. Mas eles explicavam

todas essas predições, segundo sua fantasia e só conheceram seus erros,

quando ficaram completamente convencidos da sua inteira ruína e destruição"

Este registro histórico dos livros de Flávio Josefo bastam, pois os textos aqui transcritos confirmam claramente o cumprimento das profecias feitas por Jesus, o mais impressionante é que nem Flávio Josefo (que era judeu), defendeu seu povo contra seus crimes e abominações, muito pelo contrário, descreveu exatamente que os fatos por ele narrados se tratavam de um cumprimento profético das próprias Escrituras, sendo essas Escrituras o livro de Daniel.

Daniel 9

26. “depois dessas sessenta e duas semanas, um ungido será suprimido, e ninguém (será) a favor dele. A cidade e o santuário serão destruídos pelo povo de um príncipe que virá. Seu fim (chegará) com uma invasão, e até o fim haverá guerra e devastação decretada.”

Para esclarecer melhor esse textos, eles retratam o sítio de Jerusalém e a destruição do templo, fatos ocorridos por volta de (70 D.C) quando o então Imperador “Vespasiano” ordena que seu filho TITO Falvius (que seria futuro imperador, porém na época era general de seu exército), invadir a cidade de Jerusalém.

Após este esclarecimento iremos refutar as mentiras desse site.

Bem, em sua matéria eles usam a Bíblia Católica Edição Loyola, onde nessa Bíblia como em outras edições possuem em seus rodapés explicações sobre os textos Bíblicos, ou seja, o site usa essas explicações dos rodapés para tentar perseguir a Igreja Católica.

A primeira mentira:

“IÁRRUSHUA quando esteve na terra, profetizou que: O que estava incoberto seria descoberto, e o que fosse dito em segredo fosse repetido em cima do telhado.

Cumprimento profético: Como vocês estão vendo na pag. 354 da Bíblia Romana – Ed. Loyola – Novo Testamento, Roma confessa confirmando que: A 1ª (primeira) Besta foi o império Romano e a religião (O Cristianismo) a 2ª (segunda) Besta!”         

Nesse texto do site, diz que a Bíblia Católica Edição Loyola afirma que a Primeira Besta do Apocalipse era o Império Romano e a Segunda Besta do Apocalipse seria Religião Cristã; para isso o site usa de um artifício do Diabo, a mentira. 

Irei aqui colocar o que a Bíblia Católica diz segundo a imagem que eles mesmos scanearam, observem com o rodapé da Bíblia não diz nada do que eles afirmam.

Para isso eu precisei cortar a parte usada e redimensionar o tamanho. 

Os textos do Apocalipse usado para explicações são esses:

Apocalipse 11

3. Mas incumbirei às minhas duas testemunhas, vestidas de saco, de profetizarem por mil duzentos e sessenta dias.

Contrasta com esse texto. (Duas testemunhas e duas bestas).

Apocalipse 13

11. Vi, então, outra Fera subir da terra. Tinha dois chifres como um cordeiro, mas falava como um dragão.
12. Ela exercia todo o poder da primeira Fera, sob a vigilância desta, e fez com que a terra e os seus habitantes adorassem a primeira Fera (cuja ferida de morte havia sido curada).

Lendo as Explicações da Bíblia podemos concluir que:

1º) Besta era o Império Romano (poder político).

2º) Besta era a religião pagã do Império Romano, ou seja, (Culto ao Imperador).

Jamais o rodapé da Bíblia Católica afirmou que a segunda Besta seria a Igreja Católica, ou o Cristianismo, e sim a Religião Pagã, que fazia culto ao Imperador.

A segunda mentira: 

“Como vocês estão vendo, Roma confessa que? A trindade é diabólica!
Confessa também: A voz do Onipotente decretando a ruina de Roma!
Confessa ainda: Ter adotado o culto imperial!”             

Já nesse texto do rodapé da Bíblia Católica, o site diz que a Igreja Católica confessa que a Santíssima Trindade é diabólica e que Roma confessa que Deus ira te destruir e ainda mais, o site diz que a Igreja adotou o culto Imperial.

Para isso eu precisei cortar a parte usada e redimensionar o tamanho.

Eu só tenho a lamentar a tentativa desse site em ludibriar seus leitores com textos isolados e fora de seu contexto original.

Primeiramente, a tal “Trindade diabólica”, citada no rodapé da Bíblia Católica não retrata a Santíssima Trindade e sim a uma união maligna que se opõe a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo).

O texto usado referente ao Apocalipse é este:

Apocalipse 16

13. Vi (sair) da boca do dragão, da boca da fera e da boca do falso profeta três espíritos imundos semelhantes a rãs;
14. são os espíritos de demônios que realizam prodígios, e vão ter com os reis de toda a terra, a fim de reuni-los para a batalha do Grande Dia do Deus Dominador.

A Trindade Diabólica é (dragão, fera e falso profeta), que se opõe a Santíssima Trindade. A Santíssima Trindade é (Pai, Filho e Espírito Santo).   

Sobre o texto decretar o fim de Roma, nada mais é de que decretar o fim da dinastia imperial e o paganismo em Roma, que adotava o culto ao imperador Cezar, ou seja, o imperador sendo deus entre os homens.

Em nenhum momento o texto se refere à Igreja Católica ou ao Cristianismo, e sim ao período pagão onde o imperador era cultuado com Deus entre os homens (Qualquer livro de História Explica isso).

Observem que no primeiro grifo em Azul o texto diz que o Apocalipse faz uma distinção entre Roma Pagã e o Fim do Mundo. Distinção é por que uma coisa nada tem a ver com a outra.

Nos últimos grifos em Azul o texto diz que João usa essas expressões para designar Roma nos tempos de Nero a Domiciano, ou seja, antes do Edito de Milão e antes do Cristianismo ser considerado Religião Oficial de Roma, e também designa aos reinos que na época também cultuavam o Imperador.

A terceira mentira.

“O mais incrível, confessa finalmente a sua maldade e prediz o seu próprio fim.”                 

Bem, aqui o site faz desonesto uso do rodapé da Bíblia Católica onde diz que Roma pagã cairia, para tentar levar os leitores a entender isso como o fim da Igreja Católica.

Para isso eu precisei cortar a parte usada e redimensionar o tamanho.

Bem, o texto nada mais é do que uma afirmação de que Roma pagã em seu tempo Imperial (de Nero a Domiciano), seria abalada e destruída por seus crimes.

Todos os texto da Bíblia Católica, Edição Loyola, são referentes à Roma nos tempos Imperiais da dinastia Jullios à Dinastia Flavius, onde o poder político era imenso e o culto ao Imperador como Religião era adotado tanto por Roma como por outras regiões dominadas pelo Império Romano.

Nada a ver com a Igreja Católica e o Cristianismo que estes tais ditos judeus parecem odiar baseando-se em sofismas protestantes.    

Escreveu S. Paulo em carta aos convertidos romanos:... Primeiramente, dou graças a Deus por Jesus Cristo, acerca de vós todos, porque em todo o mundo é anunciada a vossa fé” (Rm 1,7-8).

Eis a verdadeira fé de Cristo guardada somente na Igreja Católica Apostólica Romana, tão perseguida pelos inimigos de Deus que se acumunam no uso da mentira, esse instrumento do Diabo.

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
2


Cai a farsa.

Pro Ecclesia.

Servos de Maria.

Apologistas Católicos.

Índice de Mentiras.

Quem sou eu.